A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932

DO PRESIDENTE DA PAEL-GOB-SP

A TODOS OS DEPUTADOS ESTADUAIS

AVANTE PAULISTAS!

A Revolução de 1930 depôs o presidente Washington Luís (1869-1947) e impediu a posse do paulista Júlio Prestes (1882-1946), levando Getúlio Vargas ao poder.

Desta maneira, uma forte oposição ao governo Vargas foi iniciada pelos fazendeiros paulistas, além participação de estudantes universitários, comerciantes e profissionais liberais, que exigiam convocação de eleições. A Força Pública, o exército paulista apoiava a Revolução.

Assim, no dia 23 de maio de 1932, aconteceu um ato político a favor de eleições, no centro de São Paulo. Forças Federais reprimiram um grupo de manifestantes e causa a morte de quatro estudantes: Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo.

09 de julho eclode a guerra que deixou milhares de mortos.

Mesmo selando o armistício em outubro do mesmo ano. A Vitória foi paulista com a criação de uma Assembleia Nacional Constituinte e o Brasil ganha sua nova Carta.

A maçonaria foi influente nas decisões desses acontecimentos históricos e hoje tem o legado de sempre lembrar a saga de nosso povo.

09 de julho de 2021.

PAULO SERGIO GRANATO

PRESIDENTE DA PODERSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA

GRANDE ORIENTE DO BRASIL DE SÃO PAULO

Deixe uma resposta